Fábrica

Instalada em um pavilhão com cerca de 4.000 m2, no Distrito Industrial de Canela, na serra gaúcha, a fábrica de Aristeu Pires tem um time coeso de produção, coordenado pelo competente João Wilmar, que o acompanha desde sua primeira marcenaria, há 14 anos. Na direção da marca, Aristeu conta com sua esposa, Ana Claudia, e um grupo de gestão que vem impulsionando a empresa para o crescimento. 

Tudo começou em novembro de 2001, quando Aristeu – baiano de nascimento, formado em ciência da computação – abriu mão de sua sólida carreira como diretor de tecnologia da multinacional Oracle, em nome da paixão pelo design. Escolha corajosa e determinada. Em janeiro do ano seguinte, mudava-se para a cidade de Gramado, na serra gaúcha, região com tradição em movelaria. Exatamente um mês depois abria ali sua primeira loja com cadeiras, mesas, cômodas, armários criados por ele.

Para aprimorar o processo de fabricação, em maio de 2002, Aristeu Pires montou sua própria marcenaria em Canela, cidade a 7km de Gramado, com a ajuda na época de Nailor Benetti (1951–2006), talentoso artesão de madeira da região, que durante muitos anos foi seu grande parceiro na produção. Em 2004, a fábrica mudou-se para um pavilhão maior, com cerca de 1.000 m2. Ali Aristeu e equipe trabalharam com vigor até a passagem de um forte tornado, que pôs abaixo o prédio. Ninguém achou que eles fossem seguir em frente. Mas o incidente acabou se tornando um trampolim: em alguns meses, refizeram a indústria em um espaço bem maior, onde estão até hoje, com máquinas ainda mais modernas. Logo voltaram a produzir em escala crescente.